Plano Nacional de Formação de Treinadores: Formação complementar - Período transitório

Visualizar o PDF

 

Tendo em vista a aplicação ao Squash da Lei 40/2012,que regula a formação e o exercício da função de treinador em Portugal, o IPDJ definiu a Federação Nacional de Squash como interlocutor do Estado para o desenvolvimento das várias tarefas necessárias para a certificação dos treinadores e para a elaboração do repetivo processo de formação ou seja, certificação de treinadores em exercício e desenho do percurso de formação de novos treinadores, à semelhança do que foi feito com as restantes modalidades.

A legislação que regula este novo modelo, prevê a possibilidade da realização de formação complementar, garantindo desta forma que o aparecimento da nova lei de formação de treinadores não interrompa a actividade por parte daqueles que já exercem a função de Treinadores (de Squash), nem que os treinadores sejam impossibilitados de o continuar a fazer no nível de prática em que intervêm.

Foi definido, para a Federação Nacional de Squash, um período transitório (até Maio de 2015), durante o qual terão lugar Acções de Formação Complementar, que possibilitarão as condições necessárias para que os treinadores de Squash possam obter uma cédula que corresponda ao exercício das funções que já desempenham.

Este procedimento destina-se apenas aos Treinadores que efectivamente estão a exercer as funções de treinador, em contextos para os quais não terão a qualificação correspondente, se considerarmos a aplicação estrita da nova legislação, designadamente no que concerne aos Perfis dos Treinadores definidos.

Assim, para garantir que os treinadores de Squash que estão em actividade, exercendo as suas funções em determinados níveis de prática, possam continuar a fazê­‐lo segundo as normas do novo enquadramento legal estabelecido, a FNS levará a cabo antes do final do período de transição (Maio de 2015), uma ou duas Acções de Formação Complementar, para que todos os Treinadores de Squash, possam fazer a solicitação da sua cédula de Treinador, em tempo útil.

Para que a FNS, possa criar uma listagem nominal dos casos que serão envolvidos nesta iniciativa, solicita-se que os Treinadores em actividade e com qualificações adquiridas em cursos anteriores, façam chegar à FNS os seguintes dados:

1º Formação Actual: Cursos deTreinadores de Squash e respectivos certificados; outros cursos/formações na área da Educação Fisica e Ciências do Desporto,

2º Funções Actuais: Local onde exercem actividade e funções;

3º Informação adicional relevante;

4º Licenciados na área da Educação Fisica e Ciências do Desporto - deverão enviar o respectivo comprovativo da licenciatura;

Após a conclusão das Acções de Formação Complementar, os Treinadores aprovados podem solicitar a sua cédula de Treinador: “o pedido e emissão do TPTD relativo a qualquer um dos Graus de formação considerados é realizado individualmente pelo/a próprio/a através da plataforma "PRODesporto” ( em http://prodesporto.idesporto.pt/ )

Nota Importante:

Alertamos que, após o período de transição, todos os Treinadores de Squash no activo, que não realizem as Acções de Formação Complementar, ficam impossibilitados de exercer as funções de Treinador de Squash. Para retomarem a actividade terão de frequentar o Curso de Treinadores de Squash (nível I), de acordo com o novo modelo do Plano Nacional de Formação de Treinadores, do IPDJ.

 

 

 

 

SQUASH DE TODOS E PARA TODOS!

 

 
 
 
FEDERAÇÃO NACIONAL DE SQUASH
Rua Sá da Bandeira, 562, 3º Esq, 4000-431 Porto | Tel. +351 966 746 876 | Email. geral@fnsquash.pt

© 2016 Federação Nacional de Squash. Todos os direitos reservados. Designed By Nuno Alves